Bitcoin precisa garantir uma alta acima de US$ 6.800 para manter tendência

Sem categoria

Na quarta-feira, 25 de março, o preço do Bitcoin (BTC) subiu mais alto ao lado dos mercados tradicionais, que provavelmente foram impulsionados pela aprovação do Senado americano do projeto de estímulo econômico de US$ 2 trilhões, destinado a proporcionar alívio a empresas e trabalhadores afetados pela pandemia de coronavírus. O preço foi rejeitado em US$ 6.959 antes de recuar para US$ 6.491.

 

Desempenho diário do mercado de criptomoedas. Fonte: Coin360

Olhando para o curto prazo, pode-se ver que o preço está refletindo na linha de tendência de suporte e resistência do padrão de cunha crescente e continuamente encontrando resistência em US$ 6.970.

Gráfico de 4 horas do BTC USDT. Fonte: TradingView

Apesar da retração de hoje, o Bitcoin ainda está atingindo mínimos mais altos e um empurrão acima da resistência de US$ 6.970 pode ver o preço explodir mais alto, até a linha de tendência crescente da cunha, em US$ 7.079.

Os traders também notarão que, no período de quatro horas, a Bollinger Band diminui, já que o volume de compra e venda diminuiu. Normalmente, isso é um sinal de que está sendo feito um movimento brusco.

Gráfico diário BTC USDT. Fonte: TradingView

Como mencionado na análise anterior, espera-se que US$ 7.200 apresentem resistência considerável e, se o preço puder encontrar suporte, consolide-se nessa faixa. O Bitcoin estaria melhor posicionado para um retorno gradual à faixa de US$ 8.000.

Se o preço cair abaixo da média móvel da Bollinger Band (US$ 6.646), é provável que ocorra uma queda de US$ 6.515 a US$ 6.450. Abaixo disso, há suporte em US$ 6.200. 

Cenário otimista

Um resultado otimista envolveria o Bitcoin ultrapassando US$ 6.800- US$ 6.900 para transformar a área em suporte e romper a cunha crescente para explorar a lacuna no intervalo visível do perfil de volume, de US$ 6.900 a US$ 7.700.

Uma quebra de volume superior a US$ 6.900 pode levar o preço a uma tentativa de uma alta superior a US$ 7.929. É provável que US$ 8.000 seja um obstáculo significativo a ser superado, já que a média móvel de 50 e 200 dias estão à espreita.

Cenário pessimista 

Uma quebra de cunha crescente provavelmente resultaria na revisão dos preços dos níveis de suporte subjacentes mencionados anteriormente (US$ 6.515, US$ 6.450, US$ 6.200) e se US$ 6.200 falharem em fornecer um suporte, a queda para US$ 5.800 e US$ 5.500 estará nos cartões.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as visões do Cointelegraph. Todo movimento de investimento e negociação envolve risco. Você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

Fonte Cointelegraph

Last modified: 26 de março de 2020