Warning: Constants may only evaluate to scalar values in /home/noticias/public_html/br/wp-content/plugins/cyberseo/cyberseo.php(52) : eval()'d code on line 3

Warning: Constants may only evaluate to scalar values in /home/noticias/public_html/br/wp-content/plugins/cyberseo/cyberseo.php(52) : eval()'d code on line 3

Warning: Constants may only evaluate to scalar values in /home/noticias/public_html/br/wp-content/plugins/cyberseo/cyberseo.php(52) : eval()'d code on line 3
ETF de mineração verde de Bitcoin é lançado na Bolsa de Valores de Nova York - Notícias CryptoMarket

ETF de mineração verde de Bitcoin é lançado na Bolsa de Valores de Nova York

Sem categoria

Um fundo negociado em bolsa com foco em operações e infraestrutura de mineração de criptos mais ecologicamente correta foi lançado nos Estados Unidos.

O novo ETF Viridi Cleaner Energy Crypto-Mining and Semiconductor começou a ser negociado na terça-feira, 20 de julho, na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo ‘RIGZ’.

O produto faz parte dos esforços crescentes para atrair investidores convencionais com foco em questões ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês).

A Viridi Funds, que lançou o novo produto de investimento, afirmou que o fundo também investe em negócios de infraestrutura de mineração de cripto e empresas de semicondutores como Samsung Electronics, Nvidia Corp. e Advanced Micro Devices, de acordo com a Law360.

O CEO da Viridi, Wes Fulford, ex-CEO da Bitfarms, disse que o fundo se concentrará na triagem de energia limpa. Ele disse que a migração da mineração da China para a América do Norte foi uma boa notícia, já que mais da metade das operações de mineração cripto na região agora usam fontes de energia renováveis:

“Obviamente, com o que aconteceu na China, a energia usada é dramaticamente menor do que no início de junho. E também está fornecendo o benefício adicional de que mais poder de computação está chegando a outras jurisdições, meio que descentralizando ainda mais a rede, o que aumenta a segurança.”

Fulford acrescentou que Bitcoin e Ethereum abordam muito bem o ‘S’ e o ‘G’ dos princípios ESG, e a nova EFT adicionará o ‘E’. Ele afirmou que as coisas ainda estão nos primeiros tempos desta classe de ativos emergente e uma “onda de fluxos institucionais” ainda está por vir.

Relacionado: Bitcoin verde: o impacto e a importância do uso de energia limpa para PoW

De acordo com um relatório da CNBC de 20 de julho, novos dados mostram que a mineração de Bitcoin não é tão ruim para o meio ambiente como costumava ser, graças a máquinas mais antigas e menos eficientes sendo desligadas na China e as operações mudando para locais mais ecologicamente corretos. A América do Norte saltou do quinto para o segundo lugar e agora responde por quase 17% de toda a mineração global de Bitcoins.

Em 18 de julho, o Cointelegraph relatou que grandes operações de mineração de cripto com base nos EUA se beneficiarão muito com o aumento da participação no mercado e o domínio da taxa de hash. Nomeou Riot Blockchain, Marathon, Hut 8 e Hive Blockchain como os maiores beneficiários da grande migração de mineração da China.

VEJA MAIS:

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Fonte Cointelegraph

Last modified: 21 de julho de 2021