Google alerta que mensagem enviada pela própria empresa pode ser ataque de phishing

Sem categoria

Em um possível erro em seu sistema de pesquisa e avaliação de mensagens o Google classifica um e-mail enviado pela própria empresa como possível ataque de phishing, segundo informações encaminhadas ao Cointelegraph em 13 de novembro.

Técnicas de phishing são usadas por hackers para obter acesso a informações de usuários, instalar malwares que roubam bitcoin e criptomoedas e até mesmo sequestra dados e pedir resgate em BTC como aconteceu recentemente com a prefeitura de Barrinha, no interior de SP.

Segundo o relato que um usuário encaminhou ao  Cointelegraph, ele possui ativo o serviço de Alerta do Google sobre temas e palavras chaves que a empresa usa para enviar as principais notícias sobre os tópicos configurados.

O sistema é nativo do google, contudo, o usuário alega ter sido surpreendido quando, ao clicar no e-mail enviado diariamente pela empresa, o próprio Google alertou que a mensagem enviada poderia ser um phishing.

“É no mínimo engraçado o Google dizer que ele pode estar possivelmente roubado seus dados. Conta algo novo”, disse com sarcasmo.

A gigante da rede social é constantemente acusada de monitorar seus usuários seja por meio de seus serviços na web ou por meio de seu sistema operacional para celulares, o Android.

Da mesma forma que um phishing o ‘monitoramento’ do Google, ao invés de ser usado para roubar criptomoedas ou poder computacional, seria utilizado pela empresa para combinar dados visando fornecer resultados ‘melhores’ em pesquisas e serviços, segundo declara a empresa.

Como noticiou o Cointelegraph, uma falha de segurança da exchange BitMEX ocorrida no começo deste mês agora tem novos desdobramentos, já que usuários começaram a receber emails maliciosos de hackers, que tentam roubar as criptomoedas das vítimas afetadas.

Confira mais notícias

Fonte Cointelegraph

Last modified: 14 de novembro de 2019