Invasão de hackers pedindo Bitcoin leva a adiamento de vestibular de faculdade de tecnologia no Ceará

Sem categoria

Depois dos casos da Prefeitura de Barrinha (SP) e do Porto de Fortaleza (CE), agora mais uma entidade brasileira é vítima de hackers que invadem sistemas e pedem resgate em Bitcoin.

Segundo o site oficial da universidade de tecnologia Instituto Centec, um grupo de hackers invadiu os sistemas da universidade em um ataque de ramsomware e sequestrou os servidores pedindo resgate em Bitcoin. Com isso, o processo seletivo para 2020 da universidade foi adiado.

“O Instituto Centec informa que no dia 27/10/2019 nossos servidores sofreram uma invasão hacker. Sendo assim, arquivos, backups, aplicações e banco de dados foram todos criptografados por um vírus de nome ‘Ransomwhere’ [sic] que rapta dados das empresas cobrando seu resgate em bitcoins.”

A universidade diz que as inscrições do processo seletivo de 2020 foram “seriamente afetadas”, anunciando novas datas para o vestibular 2020. Segundo o Instituto Centec, todos os inscritos para 2020 deverão realizar nova inscrição e emitir novos boletos de pagamento, com os valores já pagos podendo ser utilizados para a nova inscrição.

Como noticiou o Cointelegraph Brasil, a Prefeitura de Barrinha (SP) e o Porto de Fortaleza (CE) sofrem há quase três semanas com ataques do mesmo tipo, com os sistemas criptografados e hackers pedindo pagamento de resgate em Bitcoin. A Polícia Federal diz que está investigando o caso.

Continue lendo:

Fonte Cointelegraph

Last modified: 14 de novembro de 2019